Buffet Requinte separou algumas Dicas para você!

Reunimos nesta página algumas dicas e dúvidas dos nossos clientes, assim esperamos ajudar no seu evento.


Muitos clientes vem nos perguntando o que afinal é Finger Food.
Finger Food são duas palavrinhas em inglês que traduzidas significam "comida para comer com as mãos". São deliciosos petiscos servidos "sem" prato, garfo ou faca.
Muitos clientes vem nos perguntando o que afinal é Finger Food.
Finger Food são duas palavrinhas em inglês que traduzidas significam "comida para comer com as mãos". São deliciosos petiscos servidos "sem" prato, garfo ou faca.
Colherinhas, palitinhos, cumbuquinhas entre outros diminutivos, são a base para um cardápio montado neste estilo.
A linha Finger Food é prática, informal e permite que as pessoas comam de pé. Uma outra vantagem é que os recipientes utilizados para servir, são um trunfo não apenas para diversificar o cardápio, mas também agregam muito ao visual de uma festa.
As receitas nesse estilo, vão desde canapés e sticks (palitinhos) até miniaturas de receitas tradicionais ( massas, escondidinhos, etc.).
O Finger Food entrou de vez no Brasil, e promete ficar. Simplifica e agiliza a maneira de servir, mas recebe seus convidados em grande estilo! Hoje tornou-se uma ótima opção para todos os tipos de comemorações, inclusive casamentos.

Como os gastos envolvidos no casamento são altos, planejar a festa com antecedência é fundamental. Com mais tempo, o casal consegue pesquisa melhor e evitar reajustes de preços.
Na cartilha da Proteste, há uma sugestão de cronograma bem detalhada, com o que deve ser definido em cada mês. Veja na tabela a seguir os principais pontos do cronograma.

Como a lista de gastos com a festa é extensa, é fundamental fazer uma planilha de despesas para que o planejamento do casamento seja bem feito.
Sugerimos que a planilha seja dividida em quatro colunas: produtos/serviços; preço total; número de parcelas; e dia do pagamento.

A lista de convidados é um dos segredos do sucesso de um casamento, já que é um dos principais fatores de definição dos custos.
A lista pode começar pelas pessoas mais próximas e depois seguir pelos parentes mais distantes, amigos dos pais e colegas de trabalho. O cálculo do número de convidados deve considerar que 10% a 20% dos convidados não vão ao casamento, em média.
Veja a seguir a sugestão de planilha que a entidade propôs para facilitar o controle da lista de convidados:

- Nome no convite
- Nome do convidado
- Telefone
- Celular
- E-mail
- Endereço
- Presença (confirmação)

Como os gastos envolvidos no casamento são altos, planejar a festa com antecedência é fundamental. Com mais tempo, o casal consegue pesquisa melhor e evitar reajustes de preços.
Na cartilha da Proteste, há uma sugestão de cronograma bem detalhada, com o que deve ser definido em cada mês. Veja na tabela a seguir os principais pontos do cronograma.

Como a lista de gastos com a festa é extensa, é fundamental fazer uma planilha de despesas para que o planejamento do casamento seja bem feito.
Sugerimos que a planilha seja dividida em quatro colunas: produtos/serviços; preço total; número de parcelas; e dia do pagamento.